Poemas de seda [de Gean Queiroz]

poeta e ator, nascido em Roraima, reside no Rio de Janeiro, onde coordena o evento cultural multimidia versos da meia-noite. Tem dois livros publicados, fúria, pólvora e escracho e um macuxi na escandinávia. Prepara atualmente o lançamento de sua nova obra, o livro dos excessos.

poeta e ator, nascido em Roraima, reside no Rio de Janeiro, onde coordena o evento cultural multimídia "versos da meia-noite". Tem dois livros publicados, "fúria, pólvora e escracho" e "um macuxi na escandinávia". Prepara atualmente o lançamento de sua nova obra, "o livro dos excessos".

Poemas de Seda

 

© GEAN QUEIROZ

corredeiras de versos
derramam-se pelas ladeiras de santa teresa
longas línguas em largos de letras
iluminados por uma lua ardente
artistas ferozes atiram suas armas no infinito
enrolados em serpentes
envolvidos por amores embriagantes
sedentos seres uivantes
abrindo-se na luz do grito
os gestos, o olhar, a festa, o mito
prata de noite absoluta
verdades, delírios, encontros
descendo pelas ruelas acesas
no tempo inacabado das horas despertas
tanta luz
escuridão alerta
sentimento vivo
sem fim
sem destino
sobreviventes seguros de suas incertezas
transitando pelas ruas da lapa
com seus poemas de seda
guerrilheiros de utópicas conquistas
condenados a uma inspiração divina
que não os deixará dormir nunca
antes que a lua cheia desapareça de vista
e o amor se espalhe em seus colchões de vísceras

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: