COVEIRO FILOSÓFICO [DE Antônio Mariano]

 

Coveiro filósofo

 

“O coveiro é uma boa profissão, Mário. 

Se aprende filosofia”. 

Antonio Skármeta

 

Falar não é fácil, 

diziam dos vivos, dos mortos. 

É difícil erigir o discurso, 

lápide que nunca os terá.

Epifanias despejam 

a voz.

 

Habitam os epitáfios.

 

 

ALQUIMIA DO ÓDIO

 

A química de querer-te 

sempre viva:

 

extrair pétalas, 

moto-contínuo, 

malmequer;

 

adicionar à fórmula 

porções deste grito

 

(alheia dor que transcende 

a essência dos mitos).

 

 

Aula de comunicação

 

Que machado, 

astúcia de Sísifo, que- 

brava o silêncio 

entre os homens?

 

O gelo do pólo norte da fala.

 

Da Existência

 

“Não existe hora certa, 

existe o meu relógio”. 

Ildásio Tavares

 

O meu relógio existe 

indiferente à hora 

errada ou certa. 

Abstrato ou concreto, 

o meu relógio 

ignora a lógica, 

a convenção que me vence. 

Noção particular 

que mantenho do tempo.

 

 

——————–

ZUNÁI – Revista de poesia & debates

Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: