Daily Archives: novembro 25th, 2008

DEBATE – Para você, qual o futuro do livro impresso em papela?

Esta pergunta começa a ser pontuada entre os intelectuais do mundo inteiro. O que pensa você a esse respeito? Você acredita que o advento de novas tecnologias, de novos softwares ou outros produtos tecnológicos com a Web.3 serão capazes de substituir o livro? Em caso positivo ou negativo registre aqui o seu pensamento… Assista aos […]

POETAS DO PARANÁ – Desiré Dacosta

Verão Desiré Dacosta De improviso. Diante do mar espumoso e iridescências intermináveis a dois olhos totalmente nus brincamos, marinheiros embriagados, piratarias intempestivas como se não houvesse nenhum pais a ancorar. Livres civis. Sem leis absurdas pátria amada. Nenhum estandarte. Éramos duas gaivotas saltitantes alguns crustáceos entorpecidos relembrando “labelle histoire d’amour”. Sonhos esparramados em Paris enquanto […]

POETAS DE PERNAMBUCO – Manuel Bandeira

Os sapos Manuel Bandeira       Enfunando os papos, Saem da penumbra, Aos pulos, os sapos. A luz os deslumbra.   Em ronco que aterra, Berra o sapo-boi: – “Meu pai foi à guerra!” – “Não foi!” – “Foi!” – “Não foi!”.   O sapo-tanoeiro, Parnasiano aguado, Diz: – “Meu cancioneiro É bem martelado.   […]

EDUARDO CAMPOS

O contista Eduardo Campos   Embora não tenha alcançado notoriedade no resto do Brasil, no restrito espaço da crítica literária, Eduardo Campos tem seu nome gravado em alguns importantes compêndios de História da Literatura. Assim, está presente em A Literatura no Brasil, de Afrânio Coutinho, pelo menos no ensaio de Herman Lima: (…) “folclorista de […]

POETAS DO MS – Delasnieve Daspet

Delasnieve Daspet   AGRADEÇO…  Delasnieve Daspet  Campo Grande MS – 22.02.06 10,35 hs    Agradeço, o amor infinito;  Agradeço, o amor incomparável;  Agradeço, porque pensastes em mim;  Agradeço, por que sei que não me deixastes a própria sorte,  Porque sei que estas comigo,  Não só por hoje,  Mas por todo o sempre!  Toda vez que […]