POETAS DO MS – Delasnieve Daspet

Delasnieve Daspet

 

delasnievedaspet@uol.com.br

A advogada e ativista das causas da Paz, Sociais, Humanas, Ambientais e Culturais Delasnieve Miranda Daspet de Souza é brasileira de Porto Murtinho-MS, onde nasceu e cresceu em meio a exuberante natureza que é o Pantanal do Mato Grosso do Sul, Brasil, residindo em Campo Grande-MS. Casada, tem dois filhos. É poeta. Ativista da Biopoesia. Cronista, ensaísta, palestrante, professora, educadora, faz trabalho social com menores carentes, pertence e representa várias associações e academias literárias e culturais nacionais e internacionais. Peace Ambassador in Universal Ambassador Peace Circle - Genebra – Suíça; Sub-Secretária Geral para as Américas e Embaixadora para o Brasil de Poetas del Mundo, Santiago – Chile; Ambassador for Peace – Universal Peace Federation on the International Federation for Word Peace – 2007; Unesco Prizes World Poetry - Delasnieve Miranda Daspet de Souza; Médaille D'Argent 2008 - Arts, Sciences, Lettres - pela Société Académique d´Éducation et d´Encouragement, como Poeta e Escritora, Paris-França; - Premio da Business Professional Women International BPW – Campo Grande - MS: Troféu BPW Mulher-2007; Super Cap de Ouro - 2008; World Poets Society (W.P.S.); etc... No teatro - teve poesias suas adaptadas para as peças teatrais "Romeu e Julieta" e "Sonho de uma noite de verão" - ambas de Shakespeare" , em Cabo Verde, África, pela companhia de teatro CENA ABERTA COMPANHIA DE TEATRO – http://www.cenaberta.zip.net - Na BIOPOESIA – Poesia da Vida, emprega a poesia nas importantes questões que põem em perigo a vida de cada ser vivo como o aquecimento global da Terra, as guerras expansionistas, a poluição ambiental, etc. Como ativista da Paz – celebra com a união de todas as raças, credos, gênero, a proposta da criação de uma Escola de Paz – onde se ensinem aos homens que o desenvolvimento não se realiza nem no vazio nem no abstrato. Inscreve-se num determinado contexto social e responde a condições sociais especificas. e-mail: delasnievedaspet@uol.com.br

AGRADEÇO… 
Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS – 22.02.06 10,35 hs 

 

Agradeço, o amor infinito; 
Agradeço, o amor incomparável; 
Agradeço, porque pensastes em mim; 
Agradeço, por que sei que não me deixastes a própria sorte, 
Porque sei que estas comigo, 
Não só por hoje, 
Mas por todo o sempre! 

Toda vez que eu sorrir, 
Toda vez que eu chorar, 
Toda vez que eu me recolher, 
Toda vez que eu me doar, agradeço! 

Agradeço! 
Agradeço a vida, a dignidade, 
E a certeza de que tudo é possível… 
Podemos, sim, conviver sem medo, 
Sem rancor, 
Em harmonia. 

Agradeço pelo sol, pela lua, 
Pelas estrelas, pelo vento, pela chuva, 
Pelo calor, – que é a vida que transborda! 

Agradeço, porque creio. 
Creio na rua chamada Esperança 
Pela qual caminhamos há tanto tempo! 

Agradeço, porque acredito no ser humano, 
Imagem e semelhança do amor… 
Agradeço, porque acredito na vida, 
Que célere e quente 
Circula por minhas veias! 

Agradeço, pela margarida branca 
Em céu de sol dourado, 
Perfume da mata que viceja, 
Em meus rubros lábios sedentos… 

Agradeço, pois que surges no final da tarde, 
Tal qual andorinha sem ninho, 
Em busca do ramo orvalhado… 

 

CONVIVER COM RESPONSABILIDADE 

Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS – 05.06.05 

 

O que esta fazendo o homem? 
Dominar a natureza é sua intenção… 
Não tem como, não! 
Antes de dominar o planeta temos de aprender 
A nos conhecer… 

É hora de parar e examinar nossa sede de extermínio, 
De agressão à vida, 
Necessitamos de uma nova visão de progresso 
De consciência ecológica, 
Pois somos partes, integrantes, deste mundo, 
Partilhamos com ele nossos sonhos e projetos. 

Ganhamos o planeta de presente, 
Só falta convivermos com zelo e responsabilidade. 
Já foi dito que poderíamos aproveitar de 
Todos os frutos, de todas as riquezas, 
Conservando-a com sabedoria. 

Diz-se que o planeta não tem instinto… 
Que não pode se vingar 
Do que lhe fazem no dia a dia, 
Quando vivemos a poluir e a exterminar… 

Mas ele tem se virado contra o homem, 
Mostrando sua força e exigindo respeito… 
Ou o que dizer dos tornados, tsunamis, enchentes, 
Fogo, frio, calor, lixos, secas latentes… 

Homens ouçam: 
O planeta, a natureza , o universo, a vida 
Pedem clemência!

 

NA COLUNA DOS PERDIDOS! 
Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS – 16-04-05 – 24 hs

 

A que ponto chegamos! 
A palavra dada já não é suficiente. 
Os documentos tornam-se suspeitos. 
As testemunhas não são confiáveis. 
O poder distorce a correto. 
O certo, o errado, a mentira, a verdade, 
Confundem-se. 

Tudo é provisório… 
O amor eterno que se jura 
Acaba em pouco tempo. 
Contratos assinados são quebrados. 
Nada mais perdura, 
Nada mais é eterno, 
Vale enquanto dura!… 

A fé – limpa e criadora 
Está embaçada. 
No coração humano, 
Não mais esta acesa a chama. 

A luz da segurança está claudicante, 
Pois a fé não tem superado as dificuldades 
Que a mente não desvenda! 

Podemos ignorar o que nos habita 
Por um tempo… 
Impossível alhear-se para sempre… 
… Fé? O que é ? 
Há saída? 

Os fortes perdem a força, 
Os fracos perdem a vida. 
Até a natureza já se rebela: 
Faz frio no verão, 
Calor no inverno, 
Furacão, maremoto, 
Ruínas… 

Cadê a fé? 
Ainda que o sol brilhe, 
Que a flor nasça, 
Que a noite chegue, 
Que o vento sopre, 
No caminho onde não exista a poesia, 
Na coluna dos perdidos, 
Existirá a esperança! 

 

A PROCURA DA VERDADE…
Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS 20.12.04 

 

O terrível de procurar a verdade 
É que de vez em quando a gente a encontra. 
As vezes não basta ser justo para ser reto… 
As coisas acontecem independente de nosso querer. 

Todos temos escondidos em nós um desejo, 
Um desejo que acabará quando formos apenas pó: 
A busca da beleza e da verdade… 
Keats dizia que a verdade é a beleza, 
Que a beleza é a verdade! 

Como fugir desta necessidade?! 
Como matar o mistério que dá significado à vida?! 
Só diante da morte, na hora do adeus, 
Só na presença disforme da dor, 
Pensamos verdades… 

O que é a minha verdade? 
O que é a essência do amor? 
Mas… Já não canta o rouxinol, 
Já não toca o sino, 
O sol não brilha… 
É o mistério da vida, 
Mistério da morte. 

O que é, então, a verdade? 
Apaixonar-se e perder o controle?! 
Entregar-se a algo? 
Dividir os mais profundos medos? 
Ou é a magia do ar 
Que balança, que passa, que carrega 
O perfume do mar? 

 

BRASIL! 
Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS 07-09-03 – 00,20 hs 

 

Pátria amada, Brasil, 
És linda, rica, grande, 
Generosa e injusta. 
Injusta na distribuição de suas riquezas, 
Generosa,porque todos os povos aqui, 
São irmãos. 

É preciso gritar o grito 
Preso em noss’alma. 
Chamar os que tem vontade, 
Os que manifestam anseios de liberdade. 

É preciso chamar o campo, 
A cidade, o sertanejo, o juiz, 
Não calar as vozes, 
Chamar os que estão cansados 
De apenas votar na eleições. 

Vamos abraçar nossa terra, 
Ocupar todos os espaços, 
Respeitar e exigir que nos respeitem, 
Decidir o que nos serve. 

É nosso direito exigir do Estado 
O cumprimento do assegurado pela Constituição. 
É dever do brasileiro construir sua Pátria, 
Ter presença ativa nas mudanças. 
Cada qual com sua tarefa e seus direitos. 

Que a Independência ou a Morte 
Chegue a todos nós.

 

VIVA E ABRACE A VIDA, AGORA! 

Delasnieve Daspet 
Campo Grande – 28-06-03 – 15,00 hs 

 

Olho para as nuvens 
penso na magia e na maravilha 
que é o Universo. 

Olho para os lados – homens e mulheres, 
animais de todos os tipos 
povoam o mundo. 
Não há dois iguais. 
A beleza reside no essencial. 

Ninguém tem as nossas respostas. 
Elas estão dentro de nós. 
Não dá para arrumar a mala 
e fugir de nós mesmo, pois 
quando nos olhamos no espelho 
…lá estamos refletidos. 

Temos de procurar 
onde faz sentido a busca. 
Não espere o amanhã para viver, 
Invista no tempo, não adie a vida. 

Viva e abrace a vida , agora! 
Abraça-te! 
Ama-te! 
Só tem um você. 
O essencial somos nós.

 

VIAJANTE 

Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS 26-09-2002 – 22,00 hs 

 

Descobri-me andarilha. 
Viajante de diversos caminhos. 
Aprendendo e evoluindo. 

É certo que já estivemos 
Sentados nesta mesma mesa 
Lamentando sonhos idos… 

Sem coragem de nos assumirmos 
Perante o passado e 
Diante de nossos sentimentos! 

Por isso continuo andando. 
O processo de continuidade 
Certamente desenvolverá 
As emoções em desalinho 

 

LEIS E TEIAS

Delasnieve Daspet 
Campo Grande MS – 05-07-2002 – 9,00 hs 

 

Falam tanto em novas leis. 
Leis que tenham efeito. 
Que façam prevalecer o verdadeiro. 
Que assegurem direitos. 

Não existem leis boas ou más. 
Nossa legislação tem leis magníficas 
Não precisamos de outras! 

O que não temos é um judiciário forte, 
E bons aplicadores da lei. 
É apenas por isso que a justiça é capenga! 

Comparo as leis dos homens 
(Que ajudo a buscar!) 
Como teias de aranha. 

Os pequenos insetos ficam presos 
Enquanto que os grandes… 
Ah!…. esses rasgam a teia sem custo 
E gargalham sua prepotência 
Em nossa face de idiotas!

One Comment

  1. Posted 17 setembro, 2011 at 1:53 am | Permalink

    Muito obrigada pela divulgação.
    Um fraterno abraço,

    Delasnieve Daspet
    http://www.delasnievedaspet.com.br


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: