NOVOS POETAS – Dú Karmona [São Paulo-SP]

Surpreenda-me!

Dú Karmona

 

Dulcinéa Carmona (Dú Karmona) - Nasci na ‘minha’ São Paulo, que amo de paixão, e sou devota do amor desde então. Paulistana com muito orgulho, ariana, urbana, mãe de Danielle e Felipe. Sou formada em Comunicação Social/Publicidade & Propaganda. Sempre gostei de escrever, desde menina brincava com as palavras, mas muito timida, nunca expus meus tantos escritos. Aos 20 anos, resolvi não mais escrever, e me desfiz de tudo deixando esse meu lado adormecido, passando a ser somente leitora. Retornei em meados de 2005, às escritas. Depois de vários anos de crescimento, faltava algo. Resolvi então libertar-me. Em 2007 dei inicio às publicações no site literário Recanto das Letras. E hoje, faço de tudo poesia. Vou continuar a viver escrevendo, mas não me considero poeta, apenas inspirada (e necessitada) a externar minhas emoções, o meu amor exagerado por tudo, da maneira mais espontânea.

Dulcinéa Carmona (Dú Karmona) - Nasci na ‘minha’ São Paulo, que amo de paixão, e sou devota do amor desde então. Paulistana com muito orgulho, ariana, urbana, mãe de Danielle e Felipe. Sou formada em Comunicação Social/Publicidade & Propaganda. Sempre gostei de escrever, desde menina brincava com as palavras, mas muito tímida, nunca expus meus tantos escritos. Aos 20 anos, resolvi não mais escrever, e me desfiz de tudo deixando esse meu lado adormecido, passando a ser somente leitora. Retornei em meados de 2005, às escritas. Depois de vários anos de crescimento, faltava algo. Resolvi então libertar-me. Em 2007 dei inicio às publicações no site literário Recanto das Letras. E hoje, faço de tudo poesia. Vou continuar a viver escrevendo, mas não me considero poeta, apenas inspirada (e necessitada) a externar minhas emoções, o meu amor exagerado por tudo, da maneira mais espontânea.

Pegue o atalho
Ou qualquer desvio…
Mas que lhe traga!
Chegue sem avisar…
E traga seu encanto…
Desperto de tantas magias…
Que mate essa sensação de perda
E abrande nossos medos

Surpreenda-me com atitudes
Aquela tão contida
Que parece ser ilusão
Mas a maior do seu coração…

Conte-me seu maior desejo
Seu primeiro beijo
Seus sonhos inacabados
Os realizados!
E também os desmoronados…
Declame seus versos
Mudo de palavras
Imersos em seu tão calado sentir…
Mas, conte-me!

Surpreenda-me com seus dissabores…
Valores, calores, fervores… Amores!
Conte-me seu maior medo…

Surpreenda-me com revelações…
E o que ficou só na sua mente…
Ate as mais profanas, insanas
Até as indecentes
Solte suas loucuras…
Seu desejo!!!

Surpreenda-me com seu perfume
Com sua essência
Com sua presença
Desejos no meu caminhar.
Entre atalhos ou desvios
Mas, surpreenda-me!

 

————————————————————————————

Origem desta publicação: http://www.overmundo.com.br/perfis/du-karmona

Visite o  WebSite da autora: http://recantodasletras.uol.com.br/autores/dukarmona

One Comment

  1. Posted 4 novembro, 2016 at 10:20 pm | Permalink

    I do consider all of the concepts you’ve presented on your post.
    They are really convincing and can certainly work. Nonetheless, the posts are too brief for
    starters. Could you please lengthen them a bit from
    subsequent time? Thank you for the post.


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: