POETAS DO AMAZONAS – Thiago de Mello

Palavra perto do peito 

Thiago de Mello

 

Amadeu Thiago de Mello (Barreirinha, 30 de março de 1926) é um poeta brasileiro. No Amazonas, é um dos poetas mais influentes e respeitados, reconhecido como um icone da literatura regional. Tem obras traduzidas para mais de trinta idiomas. Preso durante a ditadura, exilou-se no Chile, encontrando em Pablo Neruda um amigo e companheiro por toda a vida. Um traduziu a obra do outro e Neruda escreveu ensaios sobre o amigo. No exilio, morou na Argentina, Chile, Portugal, França, Alemanha. Com o fim do regime militar, voltou a sua pequena cidade natal, Barreirinha, onde vive até hoje. Seu poema mais conhecido é Os Estatutos do Homem, onde o poeta amazonense chama a atenção do leitor para os valores simples da natureza humana em artigos de plástica formal. Seu livro Poesia Comprometida com a Minha e a Tua Vida rendeu-lhe, em 1975, ainda durante o regime militar, prêmio concedido pela Associação Paulista dos Criticos de Arte e tornou-o conhecido internacionalmente como um intelectual engajado na luta pelos Direitos Humanos. Em homenagem a seus 80 anos, completados em 2006, foi lançado, pela Karmim, o CD comemorativo A Criação do Mundo, contendo poemas que o autor amazonense produziu nos últimos 55 anos, declamados por ele próprio e musicados por seu irmão, o músico Gaudêncio Thiago de Mello.

Amadeu Thiago de Mello (Barreirinha, 30 de março de 1926) é um poeta brasileiro. No Amazonas, é um dos poetas mais influentes e respeitados, reconhecido como um ícone da literatura regional. Tem obras traduzidas para mais de trinta idiomas. Preso durante a ditadura, exilou-se no Chile, encontrando em Pablo Neruda um amigo e companheiro por toda a vida. Um traduziu a obra do outro e Neruda escreveu ensaios sobre o amigo. No exílio, morou na Argentina, Chile, Portugal, França, Alemanha. Com o fim do regime militar, voltou a sua pequena cidade natal, Barreirinha, onde vive até hoje. Seu poema mais conhecido é Os Estatutos do Homem, onde o poeta amazonense chama a atenção do leitor para os valores simples da natureza humana em artigos de plástica formal. Seu livro Poesia Comprometida com a Minha e a Tua Vida rendeu-lhe, em 1975, ainda durante o regime militar, prêmio concedido pela Associação Paulista dos Críticos de Arte e tornou-o conhecido internacionalmente como um intelectual engajado na luta pelos Direitos Humanos. Em homenagem a seus 80 anos, completados em 2006, foi lançado, pela Karmim, o CD comemorativo A Criação do Mundo, contendo poemas que o autor amazonense produziu nos últimos 55 anos, declamados por ele próprio e musicados por seu irmão, o músico Gaudêncio Thiago de Mello.

Ainda não consegui, eu que leio 
poetas todos os dias, 
encontrar a medida universal, 
a fita métrica mágica 
para aferir quem é grande, quem é maior ou menor. 
Menor, por que? Por que maior? 
Somos poetas, os que somos. 

Cada leitor é quem sabe 
os que lhe chegam mais perto 
do peito, do ser, da fronte. 
Não sei se os meus prediletos 
(“Eu plantei um pé de sono, 
nasceram vinte roseiras”). 
– só gosto do que se move, 
só me comove o que entendo – 
são pequenos ou são grandes. 
Sei só que são bem amados. 

Quem me frequenta de livro 
ou de vida, o que afinal 
vem a dar no mesmo, sabe 
que não padeço da feia 
enfermidade da falsa 
modéstia. 

O arqueiro, até 
pela sombra azul da flecha, 
sabe que vai dar no alvo. 
O coração do cientista 
bate mais forte quando olha 
a proveta florescendo. 
Sabe o artista se a beleza 
faz o milagre do poema. 

Até hoje as palavras me amedrontam. 
Certas delas, impenetráveis, áridas, 
por mais que delas me afaste, 
parece que mofam de mim. 
Ainda bem que muitas gostam de minha boca, 
amanhecem cantando 
no meu peito.

5 Comments

  1. Posted 30 maio, 2010 at 6:44 pm | Permalink

    não entedi nada desse site vc podem melhorar umpouco da esplicação

  2. Prof. José Pinto
    Posted 24 agosto, 2010 at 10:49 am | Permalink

    Olá, Eu gostaria que vc enviasse poesias desse escritor amazonense, pois iremos apresentar no evento denominado Feria da Poesia aqui em Igarapé-Miri no Pará. Estaremos expondo poesias amazônidas.Mande para o meu e-mail. A Feira ocorrerá no dia 12 de novembro de 2010.

  3. luiza eduarda
    Posted 9 setembro, 2010 at 2:23 pm | Permalink

    adorei o site.

    pois adoro as poesia do thiago de mello!

    gostei muito mesmo!

  4. Posted 8 novembro, 2010 at 1:21 pm | Permalink

    gostei desse site.
    é um máximo.
    gostei,
    adorei,
    amei.

  5. Posted 28 junho, 2011 at 8:45 pm | Permalink

    Olá, peço que divulguem.

    1º Concurso Nacional Novos Poetas
    Prêmio Augusto dos Anjos
    Inscrições Gratuitas
    Até 12 de Julho
    Pelo site:
    http://www.concursonovospoetas.com.br
    Realização Videira Editora

    Obrigado
    Isaac Almeida


Comente

Required fields are marked *
*
*

%d blogueiros gostam disto: