Daily Archives: dezembro 6th, 2008

MANOEL DE BARROS

O urubuzeiro Manoel de Barros   Meu amigo Sebastião estourou a infância dele e mais  duas pernas  No mergulho contra uma pedra na Cacimba da Saúde.  Quarenta anos mais tarde Sebastião remava uma canoa  no rio Paraguaio  E deu o barranco de uma charqueada.  Sebastião subiu o barranco se arrastando como um  caranguejo trôpego  Até […]

GUILHERME DE ALMEIDA

Canção do Expedicionário Guilherme de Almeida Rapsódia que cantaram os soldados brasileiros nos campos de batalha da Europa   I  Você sabe de onde eu venho?  Venho do morro, do engenho,  das selvas, dos cafezais,  da boa terra do coco,  da choupana onde um é pouco,  dois é bom, três é demais. Venho das praias sedosas,  […]

FERREIRA GULLAR

Maio 1964 Ferreira Gullar   Na leiteira a tarde se reparte  em iogurtes, coalhadas, copos  de leite  e no espelho meu rosto. São  quatro horas da tarde, em maio.  Tenho 33 anos e uma gastrite. Amo  a vida  que é cheia de crianças, de flores  e mulheres, a vida,  esse direito de estar no mundo,  […]