A estória de “Zé-meu-filho”…

A estória de “Zé-meu-filho”, com que nem o diabo pode, caboco do sertão nordestino comedor de peixe-pedra com arroz-de-cuxá e farinha de puba   © DE João Batista do Lago   êta mundinho escrachado mundinho do faz-de-conta por lá não se tem vergonha de enganar a nação inteira virou o Congresso cocheira ? Pelo sim; […]